O Sebrae desenvolveu o programa pensando em como apoiar o empreendedor em toda sua jornada. Um dos principais pontos de apoio é entender se sua empresa realmente precisa de crédito e como esse recurso pode ser utilizado para retomada do seu negócio. Entender se a obtenção de crédito é de fato uma boa opção é uma dúvida muito comum.

A pergunta que deve ser feita é: então, quando o crédito realmente vale a pena?

Basicamente, a resposta é: se você precisa de recursos financeiros imediatos, o crédito é uma opção válida. Agora se a necessidade de recursos não é imediata, que é a forma mais correta de se planejar financeiramente, é importante verificar antes as opções disponíveis para obtenção dos recursos financeiros de que você necessita. Como exemplo, vender ativos não necessários; girar os estoques mais rapidamente com promoções; antecipação de recebíveis; troca-com-troco e diversas outras opções que podem ser planejadas financeiramente. Por isso, a importância do Planejamento para se avaliar e ter mais opções!

A atitude correta a ser efetuada antes de pedir CRÉDITO a uma Instituição Financeira é efetuar um planejamento financeiro. Somente após o real conhecimento da situação financeira e da necessidade, passar então a responder a estas 5 perguntas antes de buscar crédito!

POR QUE: Por que eu preciso? Esta é a primeira pergunta que o empresário deve fazer antes de contratar ou não um crédito. É necessário compreender os motivos que levam à empresa a buscar crédito. No início da empresa, o desenvolvimento de um plano de negócio pode ajudar a encontrar a resposta, “quando for esse o caso”. Esse é o documento que organizará as informações para que o empresário saiba se vai ou não tomar a decisão de solicitar o crédito.
O QUE: O que eu preciso, Financiamento ou Empréstimo? O financiamento é um crédito com finalidade definida. Para quando a empresa precisa de dinheiro com destino certo, seja para adquirir maquinários, ativos imobilizados, outros bens ou serviços específicos. O empréstimo é concebido para uso livre. O empréstimo pode ser utilizado para qualquer finalidade e sem data específica, portanto se aplica a inúmeros fins para os quais sua empresa necessite de dinheiro. Usualmente acessamos o empréstimo ao depararmos com alguma dificuldade financeira da empresa, como problemas de capital de giro (fluxo de caixa).
QUANTO: Quanto preciso? VOCÊ SABE EXATAMENTE DE QUANTO A SUA EMPRESA NECESSITA? Para saber, é preciso definir de qual montante de recursos financeiros a empresa efetivamente necessita. Para chegar ao montante dos recursos necessários, é fundamental detalhar no planejamento financeiro.
COMO: Como irei pagar? Você deve estudar bem o seu fluxo de caixa e verificar se existem recursos suficientes para amortizar a dívida a ser contraída. É preciso verificar, também, se o crédito amplia o seu negócio e incrementa a sua lucratividade, de forma a cobrir a amortização das parcelas do empréstimo OU se é para cobrir dívidas (vencidas ou não).
QUANDO: Quando precisarei? Quanto mais antecipadamente programado melhor! Quando há planejamento (tempo) melhor será o resultado, pois o relacionamento com as instituições financeiras deve ser efetuado quando não necessitamos do crédito.

O crédito é uma das opções para equilibrar as finanças da empresa ou mesmo efetuar um investimento. O importante é escolher o tipo de linha de crédito ideal para os seus objetivos e sempre pesquisar para buscar as menores taxas do mercado E/OU “aquela linha que cabe no seu bolso”.

Os benefícios de um planejamento financeiro correto nos levam ao crédito consciente, transformando a(s) linhas de crédito em uma alternativa para resolver problemas e aumentar as possibilidades de negócio da empresa, contribuindo muito para alcançar objetivos mais rapidamente.

Outro benefício da obtenção de uma linha de crédito planejada e consciente é a troca de uma dívida cara por uma dívida mais barata, até “zerar” a situação. Sendo uma ótima opção para quitar dívidas mais caras, como o cheque especial e o cartão de crédito.

Não podemos esquecer que a contrapartida do Acesso ao Crédito é a sua responsabilidade do pagamento! Portanto, conhecendo a origem da palavra “crédito”, que vem do latim “CREDERE”, que significa "acreditar" ou "confiar", podemos dizer que, quando o crédito é concedido a alguém, é porque se confia que aquela pessoa ou empresa vai quitar o compromisso financeiro assumido com quem concedeu o crédito.

A falta de cuidado e principalmente de planejamento financeiro no pagamento do crédito recebido leva a uma segunda situação, que é a sua renegociação. Situação essa ruim para a pessoa ou empresa, pois ocorre a quebra de confiança na relação do crédito leva a uma renegociação mais difícil e em condições financeiras piores.

Para que você entenda o quanto de fato a sua empresa necessita de crédito, precisa saber e responder fundamentalmente: VOCÊ SABE EXATAMENTE O QUANTO A SUA EMPRESA NECESSITA? Não se esqueça que muitas vezes o que parece pode não ser!

A partir do momento que se verifica de qual valor a empresa necessita, as próximas perguntas a serem respondidas são:

Qual é o valor da parcela que cabe no “seu bolso”? É importante nesse momento verificar no seu fluxo de caixa qual o valor de parcela que não irá prejudicar o seu fluxo financeiro.

Definido o valor total do crédito necessário e da sua parcela, conseguimos chegar no tempo da sua responsabilidade financeira, ou seja, na quantidade de parcelas que irá pagar.

Ficou muito longo? Não se preocupe! No primeiro momento é importante que as parcelas impactem pouco o seu fluxo financeiro, então é importante que se tenha um prazo mais longo para pagar.

Com o passar dos meses e com a empresa gerando novas receitas/faturamento, é hora de reavaliar esse fluxo de pagamentos e verificar se vale uma renegociação a fim de reduzir as parcelas, ou mesmo antecipá-las com redução dos juros pagos.

O crédito consciente pode ser explicado como o uso com um planejamento prévio, atento e inteligente dos recursos financeiros obtidos.

Agora, também é importante, para que você não aumente suas dívidas e piore sua situação financeira, que toda a operação de crédito seja avaliada e considerada antes de sua efetivação, demonstrando todo o cuidado que se deve ter com a operação: se tem pré-requisitos; carência; as taxas de juros e encargos financeiros que deverão ser pagos, e que, se não forem levados em consideração, poderão se transformar em uma grande dor de cabeça.

É só isso? Não, também é importante que possam ser verificadas entre as opções disponíveis aquelas que apresentam as melhores condições de uso e pagamento; e que se encaixam no seu bolso e/ou fluxo financeiro.

Ahhh! Também não se esqueça de analisar o valor total do crédito a ser adquirido, já que a obtenção de crédito em um valor maior do que realmente necessitamos, com certeza, dificultará o seu pagamento e transformará essa operação financeira, que em um primeiro momento seria uma alternativa de solução, em um problemão!

O crédito é tão importante que, antes de contratá-lo, orientamos que você busque apoio do Sebrae-SP, através dos seus Consultores e antes da tomada de decisão.

O crédito pode se tornar tanto um aliado quanto um vilão para as finanças da sua empresa. Então que seja um aliado! Um olhar mais técnico e especializado sobre a situação pode, com certeza, auxiliar na decisão acerca da tomada de crédito.

Lembrando que todo o processo de obtenção do crédito deve estar muito bem embasado e fundamentado em informações financeiras da sua empresa. E como elas estão? Você tem todas essas informações para uma tomada de decisão assertiva? E como está a sua gestão financeira?

A resposta é “não sei!” “Não tenho a mínima ideia!” OU “acho que eu preciso de “tanto”? Então é hora de correr atrás do conhecimento e das informações que são necessárias para essa decisão!

Conte com o Sebrae-SP para ajudá-lo nessa caminhada rumo à obtenção do crédito consciente!

Contato Sebrae SP
Quer saber mais sobre como enfrentar a crise e retomar as atividades?

Veja mais
Precisa de uma ferramenta para o Fluxo de Caixa da sua empresa?

Acesse, é gratuito

Este material tem propósito meramente informativo e não é e não deve ser encarado como uma proposta firme em qualquer hipótese. O conteúdo disponibilizado não deve ser entendido como análise, consultoria ou qualquer tipo de aconselhamento financeiro, especialmente uma análise de risco ou de crédito. Os empreendedores e as empresas são inteiramente responsáveis por quaisquer decisões de solicitação de empréstimo que venham a ser tomadas.

Apoiador e viabilizador
Gestora
Operação de crédito
Administradora
Assessor jurídico



Programa de Crédito Retomada 2020 © Todos os direitos reservados
Desenvolvido por